Casa com Três Pátios

casa-tres-patios-1
casa-tres-patios-2

De clima quente e ambiente predominantemente rural, a vila de Azeitão, a sul de Lisboa, foi a zona escolhida por um casal com duas crianças para uma mudança de estilo de vida. Do seu apartamento, mudaram-se para uma casa que nasceu num lote longo e estreito que herdaram, no centro da vila, com projecto do escritório de arquitectura Extrastudio.

Vista de fora, a casa parece simples e discreta, de paredes brancas com poucas aberturas. É entre muros que se destaca, com os seus três pátios coloridos, solução encontrada para responder às restrições associadas às características do lote.

With its warm weather and predominantly rural environment, the village of Azeitão, south of Lisbon, was the area chosen by a couple with two children for a change of lifestyle. From their apartment, they moved to a house born in an inherited long, narrow lot in the middle of the village, designed by the architecture practice Extrastudio.

From the outside, the house looks simple and discreet, white walls with few openings. It’s between walls that it stands out, with its three courtyards full of color, a solution found to counteract the restrictions associated with the lot characteristics.

casa-tres-patios-3
casa-tres-patios-4
casa-tres-patios-5
casa-tres-patios-6
casa-tres-patios-7
casa-tres-patios-8
casa-tres-patios-9
casa-tres-patios-10

O primeiro pátio, de entrada, é o mais pequeno e permite separar a casa da rua, escondendo-a da vila e dos transeuntes. O segundo inspira-se nas casas de tradição árabe que se encontram no sul de Portugal e Espanha. Situado no centro da habitação, apresenta-se como um jardim muralhado, levando luz aos espaços interiores que funcionam à sua volta. O terceiro é uma plataforma elevada a três metros do solo, onde as ginjeiras utilizadas para sombreamento criam um jardim, que é também um miradouro sobre a vila e a paisagem natural envolvente.
O programa distribui-se por dois pisos e uma cave, com o primeiro andar reservado às zonas mais privadas da casa. O piso térreo é marcado pela forte relação visual entre espaços interiores e pátios, acentuada pelas amplas aberturas envidraçadas.
A escolha das plantas que preenchem os pátios mereceu especial atenção. Colhidas de propósito para esta obra na serra ali tão perto, o seu aroma selvagem invade os quartos nas noites quentes de verão, ao bom estilo mediterrânico.

The first courtyard, the entrance, is the smallest and allows to separate the house from the street, hiding it from village life and passersby. The second is inspired by houses of Arabic tradition found in the south of Portugal and Spain. Placed at the center of the house, it presents as a walled garden, bringing light to the interior spaces revolving around it. The third is a platform elevated three meters above the ground, where the sour cherry trees used for shading create a garden, which is also a belvedere over the village and the surrounding natural landscape.
The program is divided into two floors and a basement, with the first floor reserved for the private areas of the house. The ground floor is characterized by a strong visual connection between interior spaces and courtyards, accentuated by the large glazed openings.
The choice of plants that fill the courtyards deserved special care. Collected on purpose for this work in the hills nearby, its wild scent invades the rooms on hot summer nights, in the good Mediterranean style.


Via: Extrastudio
Photo: Francisco Nogueira